Fonte: +A a-


Revista de Marketing Industrial nº 46


Sinopse

Quem pode ajudar o CEO?
Vicky Bloch, João Mendes de Almeida e Luiz Fernandes Visconte

Os presidentes das empresas também precisam de ajuda; cada vez mais, nesses novos tempos. Conciliar ética e lucro, sustentabilidade e crescimento são tarefas às vezes recheadas de dilemas. Quem pode ajudá-los - e como - é o tema deste artigo.

A Força de um Sinal Fraco
José Carlos Teixeira Moreira

A atenção aos sinais fracos, ou tênues, pode fazer toda a diferença, não apenas no sucesso de novos produtos e serviços, mas também na formulação das estratégias das empresas. O artigo é dedicado aos leitores que não querem perder as chances de fugir do igual, nas sua atitudes e decisões.

Blogs Corporativos
Edson Fregni

Os blogs corporativos vêm ocupar um espaço novo no mundo da comunicação empresarial, e o marketing industrial poderá tirar muito proveito deles. Neste artigo o autor fornece preciosas orientações para as empresas interessadas no uso de blogs corporativos.

Are We There Yet?
Fernando Lanzer Pereira de Souza

O autor destaca o conteúdo emocional das decisões econômicas, analisa o comportamento dos agentes econômicos como impulsos afetados pelo medo ou, no sentido inverso, pela esperança; e daí propõe horizontes para a retomada do crescimento nas economias centrais.

Efeito Joule ou Geração de Luz: Auditando o valor econômico das marcas
Jaime Troiano

Os intangíveis vêm representando uma parcela crescente do valor econômico das empresas. E as marcas estão entre os intangíveis mais significativos. Este artigo apresenta e discute um modelo de avaliação de marcas.

Governança Corporativa e o Marketing Industrial
Josmar Bignotto

Para o autor, a governança corporativa e as práticas de marketing industrial das empresas válidas, são duas faces de uma mesma moeda. Da convergência desses princípios e atitudes surge um caminho para a prosperidade.

Abstract News
Instituto de Marketing Industrial

Resumo qualificados (abstracts) de trabalhos recentes, resultantes de pesquisas universitárias e artigos de revistas, relacionados com o Marketing Industrial.

Gestão de Portfólio de Projetos e Produtos no Foco do Cliente
Aldo Mortara

Este artigo trata da gestão do futuro da empresa, à luz dos seus objetivos estratégicos. Projetos incrementais ou de ruptura? Orientados para a eficiência de custos ou para as oportunidades do mercado? O que fazer logo, o que não fazer, o que desenvolver, o que descontinuar? Uma visão consistente da gestão dos portfólios, sem perder de vista o foco do cliente.

As vantagens de uma “Epidemia”
Maria José Femenias Vieira

Prevenir doenças é um dever do cidadão, para si mesmo e para seu próximo. Mas as empresas também têm muito a contribuir com atitudes preventivas Nesse artigo a autora, médica, analisa o surto da gripe H1N1 e traz sugestões muito úteis não só para as pessoas - o que a mídia já vem fazendo - mas também para as empresas.

Sustentabilidade do Princípio ao Fim
Laureano Silva

A atividade industrial vivenciou, nos anos que precederam à crise recente, um padrão de crescimento veloz, mas muitas vezes desordenado. Por isso, quando o assunto é sustentabilidade ambiental, há muito a evoluir no meio industrial, tanto nos processos como nos produtos finais. As indústrias precisam e as soluções são várias, mas a atitude dos executivos pode fazer toda a diferença.

Vencendo Através da Cumplicidade
Sandro Magaldi e José Salibi Neto

Ser cúmplice é muito mais que ser parceiro ou sócio, é fazer com que o todo seja maior que a soma das partes. São muitos os casos onde o crescimento excepcional de uma empresa teve a ver com esse nível superior de comprometimento, envolvendo os sócios e os demais colaboradores, que os autores chamam de cumplicidade.

Resenha Executiva
Instituto de Marketing Industrial

No artigo Developing na Organization Culture to radical Innovation Journal of Technology Management, os autores destacam a notável influencia que a cultura organizacional exerce sobre o modelo de inovação predominante em uma empresa. Alertam, por exemplo, que nas empresas maduras, a cultura que viabilizou os progressos incrementais já acontecidos torna-se inibidora da inovação radical.