Fonte: +A a-


Revista de Marketing Industrial nº 28


Sinopse

Orquestrando consumo e indústria
José Carlos Teixeira Moreira

Produtos destinados ao consumidor final, por mais geniais que sejam, precisam de amparo de outras competências que estão fora dos muros da indústria para cumprir o que prometem e atingir corações e mentes das pessoas. Mobilizar todos os elos dessa cadeia e fazê-los funcionar como uma orquestra é condição essencial para o sucesso. Para que isso aconteça, o autor, reconhecido especialista de marketing industrial, propõe a migração de alguns conceitos já consagrados em sua área para o campo do marketing de consumo.

Controvérsia e concordância na cooperação empresarial
Nuno Rebelo dos Santos

No ambiente empresarial, cooperação e controvérsia podem andar juntas. Mais do que isso, existem níveis saudáveis de controvérsia que até devem ser preservados. O autor, neste artigo, classifica os conflitos no interior das empresas segundo alguns tipos e a partir deles constrói um quadro de referência que contribui para uma inteligente administração dos conflitos, das pessoas e de seus potenciais.

Entrevista com José Luciano Duarte Penido
Instituto de Marketing Industrial

Construção de relações significativas no exterior - Criar e administrar relacionamentos empresariais no exterior: há semelhanças, há diferenças. Para explicar isso melhor, entrevistamos um executivo cuja vida profissional tem sido um périplo, aprendendo sempre mais sobre outros povos e como negociar com eles. Hoje presidente de uma grande empresa nacional exportadora, ele enfatiza o respeito à diversidade cultural dos países, mas também aos valores universais das pessoas.

Crônica
Du Moreira

O mito criacionista e a guerra entre literal e simbólico

Diálogo na era digital
Tarcísio Lopes

Hoje em dia, as máquinas já conseguem conversar com várias fontes ao mesmo tempo. Ainda assim, nesta era digital, as aplicações melhor sucedidas serão aquelas que darão suporte ao diálogo inteligente entre pessoas, inclusive quando as transações acontecem em ambiente eletrônico. Nesse contexto, as tecnologias abertas têm uma importante missão a cumprir.

Ciclos econômicos e marketing industrial
Gerson Edson Ferreira Filho

Estaria a humanidade vivendo o início de um novo ciclo longo de crescimento? Referendados pela teoria econômica ou apenas entendidos como uma incrível e reiterada série de coincidências, os chamados ciclos de Kondratiev voltam a ser discutidos sempre que os indícios de uma nova onda de crescimento mundial prolongado surgem na linha do horizonte. Se assim for, para as indústrias é hora de investir. Mas, como das outras vezes, o sol poderá não nascer para todos.

Lei da Inovação: um novo estímulo para ampliar as relações significativas
Guilherme Ary Plonski

Foi sancionada a nova Lei da Inovação. Agora, neste País (espera-se), será mais atraente para a empresa investir em novos conhecimentos, novos produtos, novas aplicações. E por certo mais lucrativo, sob vários ângulos, se a empresa posicionar seu esforço de inovação no foco dos clientes. Neste artigo, o autor mostra o que de bom aconteceu em alguns países quando governo, indústria e universidade começaram a jogar no mesmo time. E fala sobre os novos estímulos que vão entrar em vigor e que prometem fazer parte do desenho de uma nova política industrial para o país.

Vendas Industriais
Marcos Sardas

Para o autor deste artigo, veterano executivo de vendas industriais, os clientes de uma empresa podem ser vistos como passageiros de diferentes vôos de um mesmo avião. Assim, para que tanto as expectativas deles quanto as da empresa fornecedora sejam atingidas, serão precisos planos de vôo e painéis de controle, com a instrumentação necessária. Ao que tudo indica, deve ser mais proveitoso e seguro voar assim.

Resenha Executiva
Instituto de Marketing Industrial

Como criar receitas com serviços aos clientes.

A essência do Marketing Industrial
Axel J. D. Von Huelsen

Empresário que atua como fornecedor de produtos para clientes industriais entende que o excesso de automação pode prejudicar os bons negócios. Todos querem ser mais rápidos e eficientes, mas é preciso deixar sempre abertos os canais que conduzem á construção dos relacionamentos empresariais estáveis.